Download Free Templates http://bigtheme.net/ Websites Templates

Blog do Aikido Nova Era

Regra n°3 : Não queime etapas

Quando iniciamos, estamos ansiosos para fazer com sucesso técnicas avançadas, sequências complexas. Para muitos, é sinônimo de um certo nível de realização, mas cuidado, isso é enganoso e muitos caem nesta armadilha.

O mais importante nas artes marciais, são as bases. Como a fundação de uma casa, é isso que vai fazer a sua força e sua coragem na adversidade. Aqueles que não repetem constantemente  as técnicas básicas não serão capazes de usá-las em situações reais.

Mesmo quando a técnica é adquirida depois de vários anos de prática,  se não praticarmos com regularidade com o tempo, torna-se ineficaz.

 

Depois da faixa preta:

Alguns alunos depois de alcançarem a faixa preta pensam já ter esgotado todo o repertório a ser aprendido.

Na verdade, não há mais novas técnicas a serem aprendidas, mas a pesquisa de aprofundamento, a melhora das habilidades como, velocidade, potência, precisão e a compreensão mais profunda da arte, isso nunca acaba.

Existe também o prazer em praticar.

Por exemplo, o tênis tem três tiros base (forehand, backhand e serviço) e ainda muitas pessoas jogam há décadas. Eles continuam se divertindo!

O mais interessante nesta história é que mesmo faixas pretas cometem erros sobre as técnicas mais básicas.

Em suma, para aqueles que não sabem o que fazer em casa tentem rever os conceitos básicos: posições, deslocamentos, socos, técnicas básicas.

Muitas pessoas já praticaram várias artes marciais, dois anos disso um ano daquilo, mas é muitos raro encontrar alguém que tenha praticado 5, 7, 15 ou mesmo mais da mesma arte marcial.

Por quê? É um erro de praticar uma arte marcial muito tempo?

Autor: Greg Gothelf

Regra n°4 : Não se prender ao progresso

Para um iniciante, tudo é novo, tem tudo para aprender.

Se ele seguir as três regras anteriores, vai progredir rapidamente.

É depois de dois ou três  anos que as coisas ficam um pouco mais complicadas.

O crescimento desacelera às vezes ele parece não sair do lugar.

Você deve saber que a aprendizagem de uma arte marcial não é linear, que consiste em uma ascensão rápida seguida de estagnação ou platô que vem depois de dois ou três anos de prática.

É neste momento que muitas pessoas desistem ou mudam de arte marcial ou começam outra atividade.

Tudo é fácil nos dias de hoje, nós perdemos o gosto pelo esforço, tentar evitar dificuldades, para tornar a vida possível.

Notei uma linha comum entre aqueles que passam este primeiro período difícil de 2-3 anos, a força de caráter!

A partir desta fase quando o praticante começa a não crescer, a continuidade torna-se difícil e aí  vem o desestimulo.

Mudar é uma maneira de contornar os obstáculos para evitar ser colocado em dificuldade.

Esta é uma característica que pode ser encontrada em outras áreas como: no seu trabalho, amor, amizade.

Para você escolher que tipo de pessoa você quer ser na vida: aquele que confronta e supera os seus problemas ou aquele que simplesmente os ignora.

Além disso, em um plano puramente marcial, a compreensão de uma arte não é de todo a mesma depois de 20 anos de prática

O conselho é para ser sempre curioso, aprender coisas novas é emocionante, gratificante, tão inspirador, mas manter uma base, enraizada em uma arte parece importante.

Autor: Greg Gothelf

Regra nº 5: Aprenda a treinar sozinho

Completando a regra 3, uma boa maneira de trabalhar continuamente as bases é praticar sozinho.

Um professor não pode limitar-se apenas às bases em suas aulas. Por isso, ficará para o aluno  completar a sua formação.

Os Movimentos básicos,  são uma ótima maneira de treinar sozinho. Tenha cuidado para não adquirir maus hábitos, se você não os conhece bem.

 

Você poderá fazer uso também de livros e vídeos.

 

Mente de iniciante

 

Por mais graduado que você seja, por mais que nunca cesse a sua curiosidade e a sua pesquisa, mantenha sempre a mente de iniciante, como cada aula fosse a primeira.  Isso permite que o praticante das Artes Marciais aprenda continuamente até mesmo quando estiver treinando a mesma técnica por repetidas vezes.

Com a mente de iniciantes não haverá o ego nem a sensação de que não há mais nada a aprender, ao invés disso, aprende-se o espírito necessário da humildade, perseverança,  e auto controle.

Autor: Greg Gothelf

Cartões de Alunos

Login